Viúva consegue restabelecimento de plano de saúde após morte do marido

Plano de saúde deve fornecer Rituximabe
12/05/2021
Plano de saúde deve fornecer Yervoy (Ipilimumabe)
18/05/2021
Mostrar tudo

Viúva consegue restabelecimento de plano de saúde após morte do marido

O juiz de Direito Rubens Pedreiro Lopes, da 4ª vara Cível de Tatuapé/SP, determinou o restabelecimento de plano de saúde de viúva dependente do segurado titular falecido, mantendo todas as coberturas originalmente contratadas.

(Imagem: Freepik)

(Imagem: Freepik)

A mulher acionou a Justiça com o objetivo de compelir o plano de saúde a mantê-la como dependente no quadro de beneficiários após o falecimento de seu marido, o segurado titular. A autora alegou que a operadora, de modo inadmissível, rescindiu unilateralmente o contrato de saúde, sem dar a ela o direito de continuar, mesmo caso realizasse o devido pagamento.

A liminar foi favorável à autora.

No mérito, o juiz ponderou que o direito de a autora ser mantida no plano de saúde do qual era beneficiária é garantido por previsão expressa do artigo 30, § 3º, da lei 9.656/96.

“Se o titular incluiu a autora no plano de saúde plano de saúde então contratado, na condição de ‘dependente’, forçoso é convir que a morte dele conferiu a ela o direito de optar entre a continuidade do contrato em curso e a celebração de outro.”

Assim, determinou que a requerida reative o contrato de prestação de serviços de saúde, mantendo todas as coberturas originalmente contratadas, mediante pagamento integral do preço e índice de reajuste praticados até o momento, sem imposição de novas carências, pelo prazo de 24 meses, a contar do óbito do titular.

O caso conta com a atuação dos advogados Rodrigo Lopes e Fernanda Giorno, do escritório Lopes & Giorno Advogados.

  • Processo: 1000858-58.2021.8.26.0008

Veja a decisão.

______

t

Por: Redação do Migalhas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.